• Meu carrinho
    R$0,00
    0
    • Seu carrinho está vazio.

Os Gerais do Cerrado

“Mais do que simples espaços territoriais, os povos herdaram paisagens e ecologias, pelas quais certamente são responsáveis, ou deveriam ser responsáveis. ”

(Ab’Saber, 2003: 10)

Os Cerrados brasileiros se constituem numa savana única no planeta com 5% de toda a biodiversidade. Em área contínua possui 22% do território brasileiro e incluindo todas as de transição com os outros biomas como a Floresta Amazônica, a Mata Atlântica, a Floresta de Araucária, a Caatinga, o Pantanal, as Matas de Cocais do Maranhão e Piauí e ainda as ilhas de cerrado na Amazônia (AP, RR, AM e PA), chegamos a um total de 315,0 milhões de hectares, ou seja, 37% da superfície de nosso País, onde vivem mais de 37 milhões de pessoas, de acordo com os dados da contagem populacional do IBGE de 1996.

O Cerrado é o maior reservatório hídrico da América do Sul, abrigando três grandes aquíferos, a saber: o Guarani, o Urucuia e o Bambuí.  Neste bioma nascem os principais rios brasileiros entre eles o Amazonas, Paraná, Parnaíba e Grande. Essa riqueza hídrica alimenta uma grande diversidade vegetal, cerca de 11.046 espécies dispersas em 37 ambientes, onde a sua distribuição é maior em formações savânicas, seguidas pelas florestais e campestres.

Domínio do Cerrado e suas áreas de transição

Autor: Carlos Walter Porto-Gonçalves -LEMTO/UFF LEMTO (Laboratório de Estudos de Movimentos Sociais e Territorialidades) do Departamento de Geografia da UFF, a partir de Arruda, 2001; layout do geógrafo Sandro Heleno Laje da Silva.